Rádio Manifesto Norte - O espaço da musica independente.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

SEJA AUTORAL NORTE ROCK





Quando um grupo de amigos com interesses parecidos resolvem se unir em prol de uma causa justa, é sempre algo digno de todo respeito, principalmente quando esse grupo de amigos tem como principal objetivo divulgar a cena rock autoral de sua cidade sem fins lucrativos, cobrança de jabá ou mesmo propagandas e campanhas para grupos e terceiros, apenas pelo interesse de fazer e o prazer de divulgar os trabalhos das bandas de rock da cidade de Manaus.

Assim surgiu no YouTube o canal AUTORAL NORTE ROCK!
Contando com uma equipe formada pelos amigos Johnny Santana, Paulo Shirokuma, Erick Moreira, Denthash, Keryde Abreu e Jehssy Santana. O canal surge com a proposta única e exclusiva de divulgar os trabalhos das bandas autorais da cidade de Manaus, tendo em vista que toda a equipe já trabalha com eventos e produções de shows no meio underground desde o inicio dos anos 90, quando ainda existiam poucas bandas na cidade, e praticamente nenhum local para shows de rock.

Com a decadência visível do rock nacional como um todo, o sustendo da cena rock depende quase que exclusivamente das bandas underground, e o Autoral Norte Rock surge como uma ferramenta muito importante para que essa cena se fortaleça cada vez mais e se torne sólida, pois como visa a ideologia dos seus fundadores, que têm como objetivo principal incentivar as bandas novas da cidade a comporem suas canções e gravarem seus trabalhos, para que futuramente tenhamos um cenário fortalecido como já acontece em outros estados, onde a cena autoral já é algo concreto.

Com entrevistas descontraídas e uma linguagem simples e direta, os vídeos são sempre gravados e apresentados nos mais diversos pontos da cidade, tendo inclusive apresentações das bandas em estúdio no formato de clipes para mostrar o trabalho da banda entrevistada. Os vídeos são postados aos sábados sempre com um apresentador se revezando e mostrando as bandas dos mais diversos estilos e gêneros do rock, e o legal é que sempre rola um pouco da história do rock mundial e nacional como um todo, pois os apresentadores são exímios conhecedores da história do rock mundial, possuem coleções e artigos das mais diversas bandas do planeta, o que torna as entrevistas ainda mais agradáveis e interessantes.

O canal Autoral Norte Rock não está sozinho nessa batalha, pois hoje o cenário rock autoral já começa a criar uma raiz mais forte, pois desde os blogs que hoje existem, também temos a web rádio Manifesto Norte que logo estará de volta com sua programação 100% de bandas autorais que também surgiu para dar esse incentivo à cena, além da Rádio A Voz das Comunidades 87.9 FM que também tem sua programação voltada para as bandas autorais, ainda contamos com grandes eventos exclusivos para bandas autorais como: CONFRARIA DOS HEREGES, ALIEN NA RUA, VINIL ROCK LIVE, ARTE ROCK E PUTARIA, O SOM QUE ACENDE A LUA, MAMA ROCK, FESTIVAL DE BUBUIA,  FESTIVAL DO PIRÃO, FESTIVAL VOVÓ MAROCA, FESTIVAL ATÉ O TUCUPI e outros que irão surgir esse ano. E todos esses eventos são organizados por produtores independes e pelas próprias bandas, mesmo sem incentivo nenhum de nossa secretaria que insiste em apoiar eventos e bandas que não acrescentam nada para o nosso cenário.

É deprimente receber bandas de peso do rock mundial na nossa cidade e ter que aguentar as mesmas bandas de cover abrindo os shows, ou os eventos feitos pela prefeitura e governo onde acontece a mesma coisa, ou seja, organizam um festival de rock sem nenhuma banda de ROCK pra tocar. Quando digo de ROCK quero dizer bandas que fazem a cena acontecer de verdade, que ralam atrás de shows ou fazem seus próprios eventos, que compõe e gravam seus trabalhos, mas que infelizmente não são reconhecidas pelos membros do conselho, Imagino os integrantes das bandas de rock do cenário nacional que ainda resistem bravamente e que vem tocar em Manaus, devem pensar: “Vamos tocar em Manaus, como será a cena rock de lá?”, aí chegam aqui e tem que esperar no camarim o fim do show de três bandas de cover tocando as mesmas músicas que eles já estão cansados de ouvir. Por isso o Canal Autoral Norte Rock é tão importante para que esse quadro mude, assim como está começando a mudar.

O Canal Autoral Norte Rock conta principalmente com o apoio das bandas autorais que continuam trabalhando e ralando para que a nossa cena resista bravamente, não medindo esforços em aceitar os convites para as entrevistas. Com tantas bandas novas gravando, tenho certeza que muitas entrevistas ainda irão acontecer e a tendência do canal é crescer cada vez mais!

Acesse o canal, inscreva-se e faça parte dos AUTORAIS!








sábado, 14 de fevereiro de 2015




NO SOM DA ESCÂNDALO FÔNICO





A Idéia de uma banda surgiu em meados de 2008 com a proposta de tocar músicas autorais tiradas de experiências vivenciadas pelos amigos Guerydan Rezende e Bruno Pereira,  que estavam em busca de um estilo próprio de criar e compor suas canções, foi um período de bastante proveito e mesmo após dois anos de inatividades, mas sempre ensaiando e compondo a banda volta em Junho de 2010 com o nome ESCÂNDALO FÔNICO com uma proposta de fazer um som alternativo diferente do que estava rolando na cidade.Com a restruturação da banda e a entrada de novos integrantes a EF começou a se apresentar tocando cover de bandas que influenciavam seus integrantes, como Moptop e Los Hermanos, mesmo a banda já tendo suas canções autorais optaram por começar mostrando primeiro suas influências para interagir naturalmente com o público para só  depois mostrar seu excelente trabalho autoral. Após a saída do vocalista Bruno Pereira a banda não saiu desesperada atrás de novos vocalistas, ela simplesmente passou a se apresentar com os integrantes dividindo os vocais o que eu particularmente acho a maior diferença na EF, pois acho que isso só valoriza o talento dos músicos como um todo. A banda lançou seu cd no dia 29 de junho de 2012 no Caverna Rock Pub. O CD não possui título, talvez por que não exista título para descrever o que você irá ouvir em suas 12 faixas extremamente trabalhadas e pesadas que apesar de toda a harmonia das melodias, o disco soa numa porrada certeira e por isso os shows da EF são sempre recheados e divididos entre coral de fãs e a roda de polgo ao mesmo tempo. 












Descrever o som dessa banda não é tão difícil, o difícil é descrever a sensação que suas canções transmitem. Desde de a  primeira vez que ouvi uma música da ESCÂNDALO FÔNICO, eu passei o resto do dia cantarolando na mente “esse não sou eu, esse não foi eu...” E ficava torcendo pra tocar de novo na MANIFESTO NORTE e assim conheci outras músicas e depois o trabalho por inteiro.

Precisava ouvir mais, conhecer melhor o seu trabalho e principalmente suas performances de palco, e tive o privilegio de assistir alguns shows dessa banda que de primeira entrou na minha lista das melhores bandas autorais da cidade, e com um dos melhores discos do cenário nacional sem dúvida nenhuma, e quando falo em melhor disco ou melhor banda, muitas vezes soa como empolgação de fã ou simplesmente enchimento de bola, que estou só sendo social e tal, mas na verdade não é isso, eu falo com sinceridade justamente por fazer parte da cena autoral local da cidade e por ouvir muito rock nacional, e vejo que o rock dito nacional acabou, o que segura o movimento é o rock alternativo e o underground, bandas comerciais da mídia só surgem pra fazer modinha. Para mim é muito gratificante ter uma banda como essa na minha cidade, tenho maior prazer de divulgar para os amigos de outros estados e amigos daqui mesmo que ainda estão conhecendo a nossa cena.



EU SÓ ESTAVA ABRINDO A PORTA



Muitas vezes nas reuniões com amigos que ainda não conhecem bem a cena local, sempre procuro apresentar uma banda que tenha a ver com suas influências, tenho um amigo que trabalha na SUSAM e ele é muito fã de Vanguart, Los Hermanos e Moptop. Uma bela noite estávamos bebendo em sua casa nova, e no meio de tantos vídeos do Los Hermanos e Moptop eu pedi pra mostrar uma banda aqui de Manaus para ver o que ele achava, coloquei no site TNB e apresentei-lhe ESCÂNDALO FÔNICO, ouvimos as músicas e ele começou a pirar e quando ouviu a música A PORTA, já muito louco de álcool começou a contar e a lembrar de um caso antigo dele com uma colega da faculdade dizendo que a música dizia tudo que ele tinha vivido com ela, dizendo que sentia muito não ter ficado com ela, eu sei que ele viveu tudo ali de uma vez, então eu querendo que ele ouvisse o resto das músicas mas ele ficava repetindo A PORTA  e já cantando o refrão e pirando literalmente, foi preciso sua esposa chegar para acalmá-lo, pelo menos naquela noite.

são esses momentos que eu guardo e comprovo o quanto nossos músicos são excelentes, minha música preferida da banda todos que me conhecem sabem que é ENGANO SEU, em qualquer show ou simplesmente como agora escrevendo esse texto dando um tempo ascendendo um cigarro, tomando uma dose e voltando para tentar terminá-lo nesse instante final ouvindo O IMPROVÁVEL.


A formação atual da banda conta com os seguintes integrantes:

Baixo e vocal: Mário Sergio de Oliveira
Guitarra base: Daniel Alencar
Guitarra solo e vocal: Márcio Rezende
Teclados e vocal: Guerydan Rezende
Bateria: Ronyveder Costa.




ESCÂNDALO FÔNICO POEMA 

TANTA COISA posso levar
Na ESTRADA PARA O AMANHÃ
E por isso ALGO ME DIZ
Que A PORTA vai estar sempre aberta

Mas no fim haverá A VILÃ
E sei que será VOCÊ
Por isso nã darei O TROCO
Será IMPROVÁVEL te esquecer

ENGANO SEU me amar
não me diga NADA NÃO
NÃO ME ABANDONE sem tentar
A RE-VOLTA irá revelar
...DUAS CARAS da traição!





  






segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

ISSO É UMA INFÂMIA!



Começar esse texto dizendo que a INFÂMIA foi sem dúvida a banda mais atuante e premiada no cenário local em 2013 chega a ser uma infâmia, mas não custa frisar que pela premiação da Rádio Manifesto Norte a banda ganhou os prêmios de melhor disco (NERVO), capa de álbum e melhor disco do ano, além de ter sido uma das bandas premiadas na segunda edição do prêmio Xibé 2013 como melhor banda e melhor baterista.

Com influência do indie rock e uma pegada punk, A INFÂMIA surgiu em meados de 2003 com um som próprio diferente e bastante alto, capaz de incomodar e abafar o som de bandas com integrantes que usam duas guitarras, vários pedais de efeito, um teclado, dois vocalistas, uma bateria rodeada de diversos pratos e um baixo distorcido. É um dos Power trios mais violentos do cenário sem dúvida nenhuma, digo violento no sentido musical da palavra, pois acompanhar os seus shows é vivenciar um espetáculo de agressividade no palco com Thomaz Campos tocando seu baixo como se não houvesse amanhã fazendo um backing vocal rasgado e inspirador, Aj sentando a porrada na bateria e quebrando as baquetas que não resistem a força de sua vibração, e com Carlos Eduardo tocando sua guitarra como se fosse parte do seu corpo e cantando as fúrias de letras complexas e que podem ter diferentes significados para diferentes personalidades, interpretadas de várias maneiras, mas que todos cantam do mesmo jeito, pois a música é acima de tudo feita para a piração alheia, talvez por isso a presença de palco dos três seja algo tão contagiante.

A banda iniciou seu trajeto no cenário com a participação de uma faixa intitulada NINGUÉM TE AMA na coletânea CASA DE ÁRVORE disponibilizada via web, projeto do músico MARCOS TERRA NOVA da banda ESPANTALHO. Essa faixa foi tirada do primeiro EP da banda gravado em 2005. A INFÂMIA lançou seu primeiro CD em 2008 apenas para divulgação de suas músicas, o disco sem título e sem capa foi disponibilizado apenas para download e surpreendeu o público pela autenticidade de suas canções e pelas letras que sempre foram o diferencial da banda. Seu mais recente e premiado  trabalho NERVO foi tão bem aceito pelo público e mídia que levaram a banda a se apresentar em grandes  festivais como o II Festival Amazonas de Rock e o excelente Toma Rock em Boa Vista.

A INFÂNIA é o exemplo de banda que batalha pelo seu profissionalismo dentro do cenário regional e nacional, servindo de inspiração para outras bandas que ainda vivem à moda antiga cantando as mesmas músicas, levando os mesmos covers e se entregando ao ostracismo esperando que eventos e oportunidades caiam do céu se revoltando e perguntando-se  “Por que não chamam a gente pra tocar, são sempre as mesmas bandas...” Mas é claro que são sempre as mesmas bandas porra!, Por que são essas bandas que estão batalhando e produzindo, você acha que um produtor que organiza um evento vai deixar de colocar no seu palco uma banda que corre atrás, compõe, divulga seu trabalho, leva público e respeita o horário, e esse produtor vai trocá-la por uma banda que ainda vive de passado, não produz mais nada e nem corre atrás, escolhe o horário que quer tocar e ainda chega ao evento com atraso? A INFÂMIA não é uma banda nova no cenário, os caras já batalham pelo seu espaço há muito tempo e hoje colhem os frutos de seu esforço e contribuem diretamente com o cenário rock local, assim como todas as outras bandas que já relatei nesse espaço.

Atualmente a INFÂMIA é uma das bandas que levantam a bandeira do rock autoral, por isso os seus shows tem um repertório exclusivo de músicas autorias que são cantadas em coro pelos seus fieis seguidores que viajam na mesma essência da banda, o seu público não tem ESPÍRITO FRACO e são insanos sim, mas NÃO POR DENTRO, pois o NERVO está ACORRENTADO AOS SEUS PÉS, é sempre um show mais insano que o outro e BEM MAIS QUE O SOL, mexendo com seu NERVO e trazendo um AGOURO, seduzindo A MAÇÃ que é a CULPA DO MUNDO, AS HORAS seguintes ao show só nos fazem saber que a TRANSFERÊNCIA FOI COMPLETADA!

conheça o som da banda





segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

JUNTANDO O ROCK DA TRAPOS VELHOS


Juntando as peças certas e unindo cabeças que pensam para o mesmo lado, criando um estilo próprio e avassalador, na companhia de muito cigarro e bebida, a banda TRAPOS VELHOS foi surgindo aos poucos, subindo degrau por degrau até que em meados de 2005 apostando todas a fichas no velho rock n’ roll autoral, a banda conquistou o respeito e a aceitação definitiva do público amazonense.
Com a formação de Tony Roque (vocal),  Cled Stone (baixo), Raul Seixas (guitarra) e André Wesley  Vesgo(bateria) a banda vaga pelo cenário do rock autoral da cidade, e já se apresentou nos melhores bares e festivais da cidade, sempre aclamada pelo universo underground e pelo movimento de bandas autorais que produzem seus próprios eventos. A banda Trapos Velhos consegue unir através de seu som e suas letras o público de diversos gêneros do rock em uma só plateia sem desavenças de estilo.

Quando você vê no palco um vocalista com uma bandana, jaqueta de couro e óculos escuro,  na mão direita um cigarro entre os dedos e no outra mão uma latinha, é claro que você já imagina que vem coisa boa pela frente, e ao soltar sua voz cavernosa e peculiar, Toni Roque mesmo sem fazer grandes firulas no palco, como muita molecada gosta de fazer,  simplesmente consegue em pequenos gestos transmitir a loucura das músicas da banda, fazendo com que o público viaje pela poesia marginal das letras e sentir a harmonia da música. Cled Stone segurando seu baixo como uma arma letal, pirando sozinho no canto do palco segurando a onda da guitarra nervosa de Raul Seixas que não para um instante quieto, sempre atravessando o palco para duelar com o resto da banda,e  no fundo sentado e mandando porrada na bateria, fica André Wesley Vesgo,  que usa e abusa dos contratempos e viradas sempre no embalo de cada nota para junto com os companheiros de banda realizar grandes apresentações!

JUNTANDO OS TRAPOS VELHOS

Uma banda autoral como a TRAPOS VELHOS infelizmente ainda não consegue viver apenas de sua arte, assim como tantos outros artistas da nossa cidade, parece até que a ARTE em Manaus não existe ou não tem espaço, mas isso é culpa dos próprios manauaras que não abraçam seus artistas, pois tenho certeza que muitas bandas e artistas de Manaus se tivessem uma única oportunidade de mostrar seu talento, fariam de maneira excelente. Exemplo disso foi à entrevista que a banda concedeu ao Amazon Sat, no programa AMAZONIA AGORA onde falou sobre toda sua trajetória e tocaram algumas músicas em versões acústicas, e o interessante na entrevista foi que a banda se manteve fiel à origem rock, ou seja, não tentou passar outra imagem e nem tentou vender um estilo que não condiz com a essência da banda, A Trapos Velhos foi a Trapos Velhos e isso só aumentou ainda mais toda a admiração que tanto eu como os outros fãs temos pela banda e pelo seu trabalho dentro do cenário local.

ROTA 66

As letras da banda são uma mistura de poesia e sarcasmo vivenciados e criados na mente dos integrantes que narram de forma muito pessoal suas experiências e momentos de turbulências, alegrias, dificuldades, medos e viagens ao desconhecido. “Cantava reggae, rock , blues, Na hora das aulas eu fugia da escola junto com minha turma lá na praça dançava o rock de um novo amanhã!”  esse trecho da música ROTA 66 diz muito sobre a origem  dos seus integrantes dentro da cena rock, pois  expressa a rebeldia e a atitude muito antes de serem uma banda de rock.




FÉRIAS DO DITO

“Eu digo não, não, não eu quero sim, sim, sim! FÉRIAS DO DITO é uma viagem muito doida da banda, uma história repleta de bom humor, alucinação, charadas e muito sarcasmo. A música acompanha toda essa mistura com uma pegada agressiva de baixo numa escala que deixa a música ótima para entrar na roda e "polgar" , com um solo de guitarra bem rock n’ roll finalizado com a paradinha da batera que entra sempre no contratempo bem redondo e certo. É uma das músicas mais conhecidas e cantadas da banda com toda a certeza.

JARDIM SECRETO
Pra resumir essa música basta ler o trecho “Eu sou agora a hora mais perfeita do dia, Eu sou nesse instante tudo que você me falou, Eu sou na sua noite o sonho de sua vida, eu sou o prato mais gostoso que você já provou...”  Isso é a poesia da banda TRAPOS VELHOS.





COMPANHEIRO DA SOLIDÃO

"Naquele quarto companheiro da solidão eu tomava o meu chá de ervas com um rolo de fumo na mão..." Pra resumir isso LET'S ROCK N' ROLL!!!

Tenho maior orgulho de já ter tocado em alguns eventos junto com essa banda que aprendi a respeitar e admirar, por isso espero que seu rock continue prevalecendo sempre! POUCAS bandas juntas na verdade se tornam MUITAS! E o que vejo no cenário do rock autoral hoje é uma união entre as bandas autorais e o público que começa a dar mais valor às bandas autorais, ainda é muito pouco eu sei, mas se continuarmos nessa batida logo, logo a TRAPOS VELHOS e tantas outras bandas farão história nessa cidade, como diria o grande Leno "Talento tem, só falta apoio!"

 Conheça o trabalho da banda nesse endereço:








terça-feira, 29 de outubro de 2013

THE MONA VAMOS AO SHOW DA THE MONES?




1, 2, 3 E PORRADA NA CAIXA!

Em resumo essa é a definição do som da banda THE MONES, que trouxe uma proposta inovadora para o cenário rock local, ou seja, tocar punk rock autoral com desempenho de palco e visual. A THE MONES desde sua fundação em meados de 2000 sempre se caracterizou pela performance de palco e pelo visual de seus integrantes,  inspirados nas bandas de punk rock dos anos 70, sempre de óculos escuro, calça jeans rasgada , jaqueta de couro e cerveja na mão!

Eu particularmente presenciei o nascimento dessa banda e assisti a vários shows, e um em especial  pra mim foi histórico, que foi realizado na quadra da escola Estadual Castelo Branco, no bairro de São Jorge, num festival estudantil que rolou na época,  um dos meus primeiros contatos com o movimento HC da época, o festival foi muito foda e de lá todo mundo seguiu para o extinto CORAÇÃO BLUE para outro festival de Hardcore e a THE MONES arrebentado novamente, eu e o pessoal do São Jorge comparecemos em peso, pois nessa época a cena de punk rock hardcore predominava na zona Oeste com várias bandas que sustentavam a cultura HC nesse tempo. E foi muito massa a galera se reunir pra assistir a dois shows da THE MONES no mesmo dia, isso até hoje ficou gravado na minha memória!

EM VEZ DE UM LITRO EU BEBO LOGO UM BARRIL

Produzir rock na cidade de Manaus sempre foi complicado, muitas bandas acabaram por causa das dificuldades de se conseguir apoio e local para se apresentar, e a THE MONES  conseguiu se sustentar durante todos esses anos sem perder a presença de palco, a pancada, a atitude e principalmente a humildade, pois sou amigo pessoal de alguns integrantes da banda, e aqui não escrevo como amigo, e sim como um grande fã do trabalho deles. É como sempre digo, o que quebrou o movimento do rock manauara no final dos anos 90, foi justamente a competição que começou a surgir entre bandas e movimentos, uma banda começou a se sentir superior as outras, o movimento punk quebrava tudo no movimento do metal e vice versa, um não respeitava a ideologia do outro, e acabaram estagnados. Hoje a realidade é outra graças a Deus (Joey Ramone) o que se vê na cena rock manauara são bandas que se ajudam e curtem o trabalho uma das outras, o pessoal e seus movimentos quando não curtem a ideologia do outro, pelo menos respeitam, é  isso que vale e que fortalece nossa cena como um todo, hoje o rock ganhou até uma data nas festividades do aniversário da cidade de Manaus, e a THE MONES  estava lá participando e quebrando tudo como sempre não deixando o copo secar!

BABY CERVEJA

Lógico que para chegarem até hoje com todo o gás e tendo o respeito de público e crítica, a banda THE MONES também teve seus altos e baixos com saídas de integrantes por motivos pessoais, a entrada de outros músicos que não deram certo, a troca de nome da banda que chegou a acontecer no ano de 2005 passando a se chamar VELHA RÁDIO que não agradou a crítica e  o público fiel da banda, que após alguns shows voltaram a se chamar THE MONES novamente para bem geral da nação punk rock. O nome criado por Lincon Mones e Ray é devido suas bandas preferidas sempre se apresentarem com o”THE” e os sufixos “ES” ou “ONES” como THE BEATLES, THE ROLLING STONES e THE RAMONES.
O  primeiro show da THE MONES foi no dia mundial do rock de 2000, tocaram para um público de aproximadamente 2.000 pessoas, talvez nem imaginassem que treze anos depois ainda seriam seguidos pelo seu fiel público e continuariam conquistando novos fãs amantes do bom e velho punk  rock! Digo isso por que estamos em Manaus, e fazer rock aqui ainda é complicado apesar de já termos conseguido novas vitórias!

A banda possui dois trabalhos registrados, uma demo de 2001 intitulada TUDO PODE MUDAR,  que além da faixa título conta com os clássicos “COM A CABEÇA FEITA”, “FIM DE SEMANA”, “VÍCIO", "FALSOS”, e “NÃO ME IMPORTO COM NADA”. Em Outubro de 2012 a banda lançou seu segundo trabalho, o EP intitulado CERVEJA E ROCK N’ ROLL com as faixas “BABY CERVEJA” , “OPALÃO”, “EM VEZ DE 1 LITRO”, “SURF POROROCA”, e “THE MONA”. E já estão com um novo single chamado GAROTA ROCK N’ ROLL gravado no Estúdio NOSSO BOLSO RECORDS.


THE MONES ROCK THE MONES!

Essa é a banda pra quem gosta do bom e velho rock n’ roll sem frescura, chatice ou delicadeza, THE MONES não é  pra quem vai a show de rock ficar sentado de longe, é show pra entrar na roda de pogo e pirar com sua BABY CERVEJA, ouvir bem alto no OPALÃO, pra EM VEZ DE 1 LITRO beber logo um barril, fazer SURF POROROCA e depois ir pra cama com a THE MONA!

LET'S GO THE MONES!

visite o site da banda:











quarta-feira, 3 de julho de 2013

CHEIRADO DE DPEIDS ROCK PODRE!

Existe uma banda na cidade de Manaus que além de tocar um rock podre e sujo, conseguem tocar o terror nas suas apresentações levando o público ao delírio total com suas letras totalmente regionais e voltadas para o cotidiano da classe trabalhadora e de estudantes vagabundos, e ainda por cima são seguidos de perto pelo seu exército feminino conhecido como PEIDETS que não faltam a nenhuma apresentação dessa banda autoral porrada da nova safra do nosso rock caboclo, eu estou falando da banda DPEIDS ROCK PODRE!

A banda foi formada em junho de 2007, daí você percebe que até o ano em que a banda foi formada é rock n’ roll, 27 o número dos astros do rock que partiram com essa idade. Nessa época três amigos decidem montar uma banda de rock para tocar cover de outras bandas afim de reunir os amigos que sempre estavam juntos nas festas de rock da cidade, só que o desafio de tocar cover não foi muito bem sucedido, então decidiram compor suas próprias canções e assim despertando o espírito de porco da banda que foi logo metendo porrada em grandes festas e festivais pela cidade.

Com letras bem regionais combinando rock n’ roll, reggae, punk rock hard Core e muita putaria, a banda foi ganhando seu espaço no cenário local e o respeito das outras bandas que admiram seu trabalho e principalmente sua postura, pois a banda é muito ligada a causas solidárias como, por exemplo; dividir a cerveja, fazer a inteira da cachaça, experimentar novas batidas de corote para curtir e apoiar o som do nosso rock caboclo que nunca dorme!

Com a música TRANSA NA ÁGUA, a banda ganhou o prêmio de Hit do ano de 2012 oferecido pela rádio Manifesto Norte, e em seguida foi lançando hit atrás de hit aumentado ainda mais o seu fã clube de Pdeits e Peidados que se aglomeram em frente aos palcos antes de cada apresentação da banda, carregando sempre seus materiais de protesto, ou seja, muita cachaça e cerveja gelada pirando e interagindo com Carlos Castilho em sua samba canção pulando e agitando de ponta a ponta no palco com

seu vocal rasgado e agressivo, com Bruno na guitarra tocando como se estivesse  no meio da moçada pogando e pirando sem parar, Ramon no baixo é o olho do furacão empunhando seu baixo abaixo do joelho como manda o manual de todo o bom baixista que se preze, e com Ralze na bateria que controla e comanda o ritmo alucinante da banda, esses são os caras que fazem do rock muito mais do que atitude e postura, fazem do rock um prazer de vida dando um sentido novo àquilo que nunca fica velho!

 Então quando você for tomar aquela CALDEIRADA DE BODÓ lembre-se que OS PODRES DA VIDA são recicláveis, e que a DPEIDS ROCK PODRE faz um som do caralho! Por isso TRAZ O MEU ISQUEIRO que hoje é TRANSA NA ÁGUA depois A FEIRA é contigo e chama aquele teu AMIGO GORDO pra te ajudar com as compras, DOIDO DELES venderem aquela farinha naquela preço, pois A LOTAÇÃO está virando uma MISSÃO IMPOSSÍVEL  por que agora eles insistem em perguntar TU É DA ONDE?

Muita bebida nesse almoço caboclo tocado e cheirado ao som da DPEIDS ROCK PODRE!


Conheça um pouco mais da banda acessando esse endereço:

sexta-feira, 31 de maio de 2013

É ASSIM O ROCK DA NICOTINES!



Quando a amizade e a humildade são maiores do que o orgulho e a vaidade, o seu conhecimento expande e o reconhecimento aumenta, talvez poucas bandas alcancem esse reconhecimento ao longo de sua existência, mesmo aquelas que se acham superiores pelo fato de terem os melhores equipamentos, formação acadêmica, dinheiro, por terem estudado fora do Brasil e formado suas panelinhas com os gananciosos donos de estabelecimentos e casas de shows da cidade, e apesar de tudo isso completarão dez anos de banda tocando músicas dos outros e nunca terão o reconhecimento que bandas como a NICOTINES alcançaram através de suas músicas, seus amigos, seu talento e principalmente pela sua atitude, por que banda de verdade se inspira em outras bandas, e as falsas copiam as mesmas bandas matando seus clássicos noite adentro em bares de rock frequentados por todo tipo de público, menos por roqueiros!

Formada em 2005 no cenário alternativo de Manaus, a banda NICOTINES tem forte influência do Indie rock dos anos 80 e 90 inspirados por bandas como: The Jesus end Mary Chain, Echo & The Bunnymen, Pixies, Placebo, Sonic Youth, Jane’s Addiction, Nada Surf entre outros. Mas apesar de todas essas grandes influências do Indie Rock, a sonoridade da banda também perpassa o Hard rock e possui até mesmo pitadas de Grunge.

Atualmente a banda é formada por Sandro Nine no vocal, Márcio Denis na guitarra, Lauro Henrique na bateria e Frank Roos no baixo, que além de ótimos músicos também são engajados no movimento de rock autoral da cidade e participam ativamente de eventos regionais e nacionais com o propósito de divulgar o cenário musical regional. Além disso, Sandro Nine também é diretor e apresentador na web Rádio Manifesto Norte, que tem sua programação voltada exclusivamente para a música independente nacional, iniciativa que começa a colher bons frutos para a nossa cultura e para o movimento underground.

A BANDA NICOTINES já tocou nas mais diversas casas e projetos como:

*No ponto de cultura Arte e Fato
*Projeto Toca Rock (Grande referência no circuito alternativo)
*No Pub Caverna Rock – sessão das terças e outras festas
*Motorock com o Projeto Cuia Sonora (do Cuia Coletiva)
*Casa de Música Ivete Ibiapina, no fechamento do IV Congresso Fora do Eixo, em Manaus ao lado da cantora Elisa Maia.
*Jérdan Rock Bar, outro espaço alternativo da cidade.

Em festivais alternativos a banda já participou do:

*TomaRRock 2011 em Boa Vista/RR, dividindo o palco com bandas bastante expressivas, como: Camarones Orquestra Guitarrística, Nekrost e a consagrada banda Dr. Sin.
*Em Março de 2012 a banda foi ao Grito Rock, na fronteira de Roraima com a Guiana Inglesa, compondo o line up de bandas como a Acertijo (da Venezuela) e Lekuana (Boa Vista/RR).

TUDO ACABARÁ ANTES DO INVERNO

O single “ANTES DO INVERNO” gravado nos estúdios ESP do Produtor Eddie Cabeleira, é uma das primeiras músicas que revelam o talento dessa grande banda em toda sua competência, sua poesia pesada e arranjo visceral demostram a qualidade sonora capitada de suas influências e estilos tão peculiares que se unem em um único objetivo, FAZER MÚSICA! É apenas isso que importa na verdade para uma banda com o propósito definido desde seu início. “querem me prender não vão conseguir, quero vê você tremer de tanto resistir, as grandes pessoas fazem um inferno e tudo acabará antes do inverno!” outras canções próprias também fazem parte do set list da banda como é o caso de ROSA JUNKIE, JUDAS CHAPMAN e DIAS FELIZES. Todas fazem parte do primeiro EP da banda intitulado CAFÉ, MARTINIS E CIGARROS, atualmente em fase de pré-produção.

A banda NICOTINES nos leva a uma verdadeira viajem particular pelo mundo de seus integrantes revelando seus segredos, iras, dores, amores e revoltas que querendo ou não, acabam sendo também nossas próprias revoltas e temores, e nada melhor do que beber um Martini para ajudar nas ideias, tomar um café para acalmar o estresse e fumar um cigarro para começar tudo de novo ouvindo a NICOTINES!!!








 conheça um pouco mais sobre a banda nesse endereço: